Política Profética – Treinamento orientará líderes cristãos a entender o momento político do Brasil

O treinamento pioneiro acontecerá em São Paulo, e se espalhará pelo Brasil

No próximo dia 23, lideranças evangélicas de todo o Brasil se reunirão em São Paulo para o congresso Geração Profética 2019, patrocinado pela Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil (CONCEPAB) e Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política (FENASP).

O evento será conduzido pelo Bispo Robson Rodovalho, presidente da CONCEPAB e presidente do Ministério Sara Nossa Terra. Juntos estarão outros preletores influentes em várias áreas da sociedade.

Nós acreditamos que é muito importante conscientizarmos o momento que estamos passando, porquê não Basta nosso Presidente ser posicionado pelos valores e princípios cristãos, mas toda sociedade precisa ter este conceito e essa consciência.“, afirma Rodovalho, ao esclarecer o objetivo do treinamento.

O Treinamento será direcionado a lideranças cristãs, como missionários, líderes e pastores, com objetivo da criação de forças atuantes nas redes sociais pró valores cristãos, conscientização e posicionamento da população, em relação ao momento político atual.
A atuação dos cristãos têm sido de grande peso há alguns anos, em especial, desde as últimas eleições, onde grande parte de católicos e evangélicos se uniram para eleger um Presidente que compartilha de valores e princípios do Reino de Deus.

Para um grande êxito, a estratégia desta atuação é ser organizada e divulgada em todos os aspectos da sociedade. A Conferência é a maior do Brasil e inédita para o tema e, a pretensão dos organizadores é que a iniciativa se repita em todas as regiões do Brasil.

Estamos construindo uma ação conjunta e estratégica em defesa dos valores do Reino de Deus para com o Governo, o Congresso Nacional e a opinião pública“, afirma Wilton Acosta, presidente do Fenasp.

A CONCEPAB e FENASP atuam ativamente em defesa da Família, estando presente em pautas Legislativas que confrontam princípios éticos e morais da sociedade, como descriminalização do aborto, drogas, ideologia de gênero e projetos que, segundo a organização, pretendem acabar com a liberdade de cultos religiosos (o que fere veementemente o Art. 5º – Parágrafo VI, da Constituição Federal).
A ideia é “trazer à luz“ a população, uma posição profética e pública em relação ao Governo, o Congresso Nacional e a opinião pública